Bem-vindo/a à página de Letramentos, a versão para o português do livro de Mary Kalantzis e Bill Cope, feita pelo professor Dr. Petrilson Pinheiro, da Unicamp. Pinheiro, que assina a edição como autor e tradutor, fez um trabalho de articulação das teorizações propostas originalmente em Literacies (2012) para contextos identificáveis no cenário brasileiro.

Letramentos apresenta uma abordagem contemporânea do aprendizado e do ensino do letramento, desenvolvendo e ampliando a teoria e a prática dos 'Multiletramentos'. Este livro complementa as idéias tradicionais de alfabetização e letramento (no singular) para ler e escrever, expandindo a área de estudos para cobrir letramentos (no plural).

Os ambientes de comunicação atuais, particularmente desde o surgimento da mídia digital, são cada vez mais multimodais. Os significados escritos estão intimamente ligados aos modos de significado visual, espacial, tátil, gestual, áudio e oral. É difícil - de fato, é um erro - tentar separar a leitura e a escrita desses outros modos, pela razão prática de que eles estão tão intimamente relacionados com os meios de comunicação atuais.

A navegação nos espaços sociais contemporâneos requer a aplicação não apenas de um conjunto de regras para a construção de sentidos, mas a negociação de diferentes letramentos, dependendo das pessoas e dos contextos que você encontrar. Há, em outras palavras, muitos letramentos e estes variam de acordo com o contexto cultural, propósito social, experiência de vida, interesse pessoal, base de conhecimento, e assim por diante. A chave não é aprender a se comunicar de uma maneira correta, mas como negociar estas diferenças de sentidos.

Como uma prática profundamente embutida na história moderna da educação, não há uma prática educacional de letramento, mas várias. A bem da clareza da análise, identificamos quatro abordagens principais do ensino e da aprendizagem do letramento: letramento didático, autêntico, funcional e crítico. À medida que avançamos, precisamos desenvolvê-los e ampliá-los, implantando pedagogias de letramentos no plural - que renomeamos como abordagens experienciais, conceituais, analíticas e aplicadas.

Não estamos interessados apenas em focalizar os letramentos como comunicação (significado para outros, como suporte para a interação social). Também estamos interessados em letramentos como forma de representação (ou significados para nós mesmos, como suportes para o pensamento). Neste sentido, o letramento não é apenas um assunto ("inglês" ou "Language Arts"). Os letramentos, no plural, são centrais para todas as áreas temáticas e para todo o aprendizado.

A tradução em português traz vários exemplos do contexto brasileiro, como o leitor pode verificar nestas páginas:

Letramentos Capítulo 1 Amostra

Confira também a live de lançamento do livro com o autor:

Editora Unicamp